terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Jovem de hoje, adulto de amanhã

Alguns estudiosos dizem que ter responsabilidade nos traz maturidade, independente até dá idade. Concordo!

Como exemplos, pegue uma sala de aula comum, alunos de fundamental, ensino médio... Veja a diferença.

Incrivelmente, você achará jovens com uma cabeça muito mais evoluída, enquanto que outros, talvez com mais idade, não estão neste nível de responsabilidade perante a forma que agem... Prefiro mesmo utilizar esse termo: responsabilidade.

Mas é incrível como a criação de um jovem, desde sua infância, pode influenciar tanto no caráter, personalidade, mente e tudo o mais, além claro, do meio em que vive e suas amizades, de uma forma sadia ou compulsoriamente catastrófica para sua mente.

Porém, tudo vai depender da sua opinião, ponto de vista, o que levar em conta... Mas o que quero dizer, é que talvez seja pela falta de iniciativa do governo, dos pais, dos cidadãos, da comunidade em si, que se perdem jovens em droga, violência, sexualidade precoce e irresponsável, além de outros fatores dos nossos dias de hoje, e não pelo simples fato de serem adolescentes e não terem nada na suas ‘’cabeças ocas-fúteis’’...

Enquanto isso tem o lado bom, o lado de que falei no início: aqueles jovens, que mesmo novos, já sabem o que para eles é ‘’certo e errado’’, mesmo confundindo-se cada dia com os seus próprios sentimentos, característica fundamental da fase...

Cabe a nós, valorizar cada jovem, valorizar a cultura da nossa cidade, estado, país... E assim, através de intermédios não só nossos, mas também daqueles que estão no ‘’poder’’, de mudarmos algo na nossa sociedade.

Valorizar o jovem, construir uma mente sadia e correta, dar educação e toda a assistência básica a eles, é ter a certeza, que amanhã, teremos pessoas que saibam como levar suas vidas, que saibam como viver, pois o jovem de hoje, sem dúvidas alguma, é o adulto de amanhã. E nesse mundo tão “adulto”, não adiantará concertá-los lá, com seus vinte, trinta anos de idade, entretanto, adiantará sim, criar o cidadão adulto de amanhã... Cuidar do jovem de hoje.

Um comentário:

  1. Lindo o texto, amei! Tu ainda vai ser escritora..

    ResponderExcluir

Obrigado pela atenção, volte sempre e deixe seu comentário, que é muito importante!